Home » » O Fim do Calypso da Loirinha

O Fim do Calypso da Loirinha


OBS: A banda voltou e está no ritmo Forró. A matéria tem o objetivo apenas de relatar o momento que foi a banda no ritmo Calypso e não criticar, nem difamar.

LEMBRANDO A HISTÓRIA DA BANDA É MUITO GRANDE, CHEIA DE DETALHES, VÁRIAS FORMAÇÕES.


O OBJETIVO FOI APENAS RESALTAR OS MOMENTOS MAS IMPORTANTES QUE AJUDARAM O SUCESSO EXPLOSIVO QUE FOI A BANDA DA LOIRINHA.

NÃO COLOQUEI FORMAÇÕES ANTIGAS, NEM NOMES.
A HISTÓRIA TODA SE BASEIA DO 2° DVD EM DIANTE.



A banda da loirinha surgiu em 2002 depois de conversas informais com um dos membros da banda Xeiro Verde que resolveu conversar com até então produtor Ari Carvalho para formar uma nova banda do ritmo Calypso e foi negociado e nasceu à banda da loirinha que lançou seu primeiro CD como o título do nome do grupo e vendeu cerca de 140 mil cópias.

A banda foi um fenômeno quando foi lançada e tinha excelentes integrantes e sonho de qualquer empresário da música paraense. A banda se formou com: Joelma, Marcelo, Flávio, Gil e Ely,  e teve também passagem de Charles Cill e logo Após entrou Manu, saiu Marcelo e formou o trio que iria consolidar a marca.

A cantora de maior destaque sem dúvidas foi a inesquecível Joelma Mota.


As semelhanças, comparações com Joelma (Banda Calypso) e Mylla (Cia do Calypso) era todo momento, mas ela tirou letra e mostrou ousadia, talento, desempenho e uma originalidade que nenhum fã jamais esqueceu.

Joelma gravou dois DVD’S com a banda da Loirinha e conseguiu arrastar uma multidão de Fãs que ficaram louco e apaixonado pela ‘’Banda da Loirinha’’. Lembro-me bem que em 2005 era a sensação em todo canto as principais bandas do ritmo e Calypso que até então é considerada a Mãe do ritmo, não era a única banda que fazia sucesso em todo brasil.


A Banda gravou dois DVD’S que foi em Belém do Pará em 04 de Junho de 2005 e o outro no dia 11 de Agosto de 2007 na cidade de Imperatriz-MA.

A entrada de Manu nos vocais para ajudar Joelma foi fundamental para o nome da banda que ficou conhecida por ter ‘’Duas loirinhas’’.



Logo após o lançamento do novo DVD que foi um sucesso de vendas, os Fãs ficaram surpresos com a saída de Joelma Mota dos vocais da Banda da Loirinha. A banda deu continuidade apenas com Flávio e Manu, e até tiraram férias para retomar as atividades.


Logo após esse acontecimento a banda entrou em um grande período de férias e voltou com a contratação de Rose em 2008 para tentar reerguer a banda que estava nas últimas.

O engraçado é que Manu estava se soltando e ela tinha todo um potencial para crescer na banda e levantar a ‘’Loirinha’’ que depois da saída de Joelma Mota nunca, mas foi a mesma. Com uma agenda pífia a banda encerrou suas atividades já sem força alguma em Manaus onde foi realizado o último show da banda da loirinha no ritmo Calypso que há tinha consagrado.

Com fim da Loirinha, Rose vai para Companhia do Calypso e a banda encerra suas atividades sem qualquer negociação ou tentar lançar a banda novamente no mercado com a nova formação.

A banda retornou as atividades só que não fazendo parte, mas da Premier Produções e o novo CD foi gravado no Pará com o objetivo de uma nova banda.



A contratação de Lenne Bandeira foi uma das surpresas da nova fase da banda, e pra quem não sabe Lenne saiu da Companhia do Calypso nos meados de 2007 para ter sua banda ‘’Tempero do Calypso’’,  não sei por que deu certo e logo após ela aceita o convite e a banda veio então firme com a nova formação que tinha tudo pra explodir novamente – Flávio, Lenne e Manu.


A banda só gravou um CD com um ritmo já diferenciado e chamou a atenção por ter perdido a sua identidade musical.


A passagem de Lenne Bandeira não foi por muito tempo e logo após alguns momentos que aconteceram na sua vida, à morena deixa a banda dificultando cada vez, mas a continuidade.

O que sabe por altos é que a banda já fora da Premier não fez tanto sucesso assim e acabou vendendo a marca, para ''PROMOVE'' e hoje o ritmo é Forró.

E Após uma suposta briga entre Ari e Nildo (mesmo havendo uma reconciliação pessoal) os dois resolveram seguir caminhos distintos, Nildo com a Loirinha e Anjo Azul, e Ari com a companhia


Agora faço a seguinte pergunta:


Por que Ari não tentou levar adiante a Banda da Loirinha apenas com Flávio e Manu?

Afinal de contas Manu precisava aprender amadurecer e ser uma cantora do porte que foi Joelma Mota.
A banda sofreu com a saída (sim), logo após veio Lenne pra mudar isso e infelizmente não continuou na banda, em 2008 veio Rose e mesmo assim não foi forte pra continuar.

Como a Companhia sobreviveu sem Mylla e muitos achavam que em 01 ano não existira de forma alguma a banda?

Mesmo sem divulgação alguma a Cia continuou no mercado, foi perdendo as forças e faz quase 5 anos que Mylla saiu e a banda está ainda no mercado.

São perguntas que não conseguimos entender por que não foram respondidas de outra maneira.

Uma pena que um ritmo como o Calypso tenha acabado de forma tão péssima para uma banda que com certeza jamais vai ser esquecida por todos que viveram o momento de explosão que foi do ritmo Calypso.

E em sua opinião a banda da Loirinha teria forças pra continuar no ritmo Calypso?

Só nós resta Boas e eternas lembranças!!!

 

A banda de Hoje tá muito boa, mas o ritmo é Forró e os cantores são maravilhosos:

#Compartilhe
Comentários
 
Fãs da Companhia ©2013 Todos os direitos reservados